Oscar comprado?

O Oscar, premiação mais importante da indústria de cinema, aconteceu no ultimo domingo (26) e realmente deu muito o que falar. Ao final da cerimônia, os apresentadores Faye Dunaway e Warren Beatty erraram ao anunciar o prêmio de melhor filme, e acabaram dando a estatueta à La La Land, filme do jovem diretor Damien Chazelle. Após toda a equipe subir ao palco, receber e agradecer o prêmio, a produção anunciou que houve um erro e que na verdade o Oscar de melhor filme pertencia a Moonlight – que já havia ganho duas estatuetas naquela noite. Essa foi a maior “gafe” da história do Oscar.

Mas e aí? Por que Moonlight levou a estatueta? Foi merecido? O Oscar é comprado? Essas e várias outras perguntas tomaram conta da internet durante a ultima semana. Antes de comentar sobre Moonlight, gostaria de falar sobre outro assunto. Lembrando que este é um texto opinativo e que ninguém é dono da verdade.

Oscar comprado?

Todo ano escuto pessoas dizendo que o Oscar é comprado, desmerecendo os filmes por estar em uma premiação que “já é certa”. Isso é verdade? Resposta: Não sei. O que sei é que sendo comprado ou não, cerimônias como essa abrem espaços para filmes que dificilmente chegariam ao grande público. Sem elas, não teríamos a chance de conhecer histórias maravilhosas como A Qualquer Custo, Manchester À Beira-Mar (polêmicas à parte) e até mesmo La La Land. Isso porque, boa parte do marketing desses filmes – principalmente no Brasil – se baseia nessas premiações. É só prestar atenção em quantas salas de cinema exibiram Moonlight antes e depois do Oscar, por exemplo.

Essa notícia ilustra exatamente o que estou falando.

Não estou dizendo que todos os filmes que estão ali são merecidos. Sei que existem diversas produções que foram injustiçadas, e acabaram não entrando na lista de indicados. Isso acontece todo ano. O que quero dizer é que, sem essas premiações estaríamos presos à blockbusters e filmes nacionais. Não me leve a mal, amo os “arrasa quarteirões”, mas dificilmente veríamos o novo filme do Barry Jenkins nos cinemas.

Moonlight e a estatueta.

Afinal, quem merecia mais a estatueta? Isso não cabe a mim julgar. Eu por exemplo, gostei mais de La La Land do que de Moonlight. Mas entendo completamente o porquê do filme de Barry Jenkins ter ganho. Além de ser uma ótima produção, com roteiro e direção maravilhosas, Moonlight ganhou por uma questão de representatividade. Para quem não sabe, o filme aborda temas como racismo, drogas e homofobia. Veja, no cenário em que vivemos hoje – principalmente nos EUA – um filme como esse ganhar o Oscar, tem um significado que vai muito além de aspectos técnicos e boas atuações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s